Renda-se, como eu me rendi

Começo este post com a poesia da Georgia Stella:  Renda-se à minha renda… Aos meus encantos… A todos os meus cantos… Prendo-te em fendas… Rendemo-nos à paixão… Essa paixão que é a renda… Uma tradição em diversas regiões do mundo, inclusive aqui em nosso estado. Em alguns recantos de Florianópolis, como Ribeirão da Ilha e Lagoa … Continue lendo Renda-se, como eu me rendi